A rede de academias Smart Fit gerou polêmica na internet depois de instalar, em alguns banheiros de unidades, um botão contra “condutas inapropriadas”.  Imagens de duas versões da campainha circularam na rede após usuários testemunharem as instalações.

As fotos permitem ler para quê os botões servem: Pressione esta campainha caso perceba qualquer conduta inapropriada neste local” e “Neste ambiente não acontecem furtos, vandalismo, nem atos obscenos. Em caso de dúvida, use o botão”, são os dois pedidos da Smart Fit à seus clientes.

A medida gerou polêmica na internet. Nesta semana, um usuário de uma unidade da academia na Rua Agusta, no centro de São Paulo, encontrou um desses botões. Ofendido com a colocação da empresa, o rapaz publicou, em uma rede social, um texto desabafando sobre o caso.

De acordo com ele, assumidamente homossexual, a unidade costuma ser sua preferida, já que “é uma academia bem gay e bem gay friendly. Supostamente”. No texto, o rapaz critica a postura d a Smart Fit,  que deveria falar, “com todas as letras”, que o problema era ” sexo entre homens nas dependência do lavabo”.

O homem questiona se a conduta sexual na academia é realmente um problema: “A quem e o que lesa a pegação escondida e consentida? O bom gosto? A hipertrofia muscular? A definição? Ou a sensação de controle total sobre as incontidas pulsões da virilidade masculina? A pegação eu não sei, mas os efeitos mais nefastos da homofobia, pelo contrário, já são conhecidos e infelizmente têm resultados cada vez mais visíveis e frequentes”, escreveu.

Para ele, que também criticou a falta de diálogo da academia , a medida do botão deveria ter sido substituída por um bom diálogo com os clientes envolvidos com o problema em questão.  “Cara SmarFit, um tal dispositivo não promove e não promoverá nenhuma simetria e, eu ousaria dizer, nenhum apelo à ordem, ao equilíbrio e à harmonia entre utentes”, disse. “Antes, trata-se de uma renúncia ao diálogo, uma forma autoritária de fazer valer um poder unilateral, cujo efeito é o de criar um ambiente constrangedor, policialesco, de hiperfiscalização entre os corpos, um regime de instauração do medo sobre o gesto.

Para ler o texto completo, clique aqui .

No Twitter , os internautas criticaram a atitude do rapaz, reiterando que o ambiente da academia não é um local apropriado para atos sexuais , que devem ser feitos em particular. Outros usuários da rede social fizeram piada com o caso.

Resposta da Smart Fit

Em nota, a academia disse que os botões reclamados estão localizados em “todas as áreas comuns” das unidades, e não apenas nos banheiros, como citado pelo cliente. A rede também informa que a medida tem como objetivo “garantir a segurança e a comodidade dos alunos”.

Veja a nota completa:

“A Smart Fit informa que já entrou em contato com o aluno para esclarecer a questão. Em relação aos botões citados por ele, os mesmos estão instalados em todas as áreas comuns das academias e não apenas nos vestiários masculinos e femininos. Esses mecanismos têm o objetivo de garantir a segurança e a comodidade dos alunos, ao permitir o acionamento imediato de um colaborador da unidade”.

Imagens do post:
Encontrou algum erro no post? Fale pra gente!