Na busca pelo corpo ideal, os profissionais de saúde e estética são unânimes em afirmar: a combinação de dieta e exercício é fundamental para perder peso e esculpir os músculos. Porém, por mais esforço que seja feito, dependendo da genética e do biótipo, há alguns acúmulos de gordura que são difíceis de sumir: o culote, a gordura transaxilar (aquele gordinho entre o peito e a axila) e os famosos pneuzinhos, que se estendem desde região abdominal até as costas, concentrando-se mais nos flancos.

“É preciso haver balanço calórico negativo, com gastos maiores que o consumo, através de dieta balanceada e exercícios físicos eliminar a gordura que se aloja nestas áreas. Dependendo da genética, nem assim a pessoa vai ter o resultado desejado. Esses casos constituem a melhor indicação da lipoaspiração, que é promover a harmonia corporal através da retirada da gordura localizada num paciente próximo ao seu peso ideal, ensina o cirurgião plástico Dr. Francisco Alionis Neto.

O médico conta que nosso organismo pode acumular gordura em qualquer parte, mas a ação hormonal e a predisposição genética favorecem a concentração em determinadas áreas. “Nas mulheres, a ação de hormônios femininos como o estrogênio favorece o acúmulo de gordura nas coxas, culote, glúteos e lateral das mamas. Já nos homens o acúmulo se dá predominantemente do abdome, flancos e tórax.

Segundo Dr. Francisco, deve-se ter extremo cuidado com dietas “da moda” , medicações e tratamentos milagrosos. Comprovadamente a melhor forma de emagrecer saudavelmente e com resultados duradores é mudando hábitos alimentares e incorporando a atividade física à rotina diária.

Encontrou algum erro no post? Fale pra gente!