Os tempos estão mudando, e séries como Uma Família da Pesada estão se adequando a um novo padrão da indústria, com os produtores da animação confirmando que o programa vai parar de fazer piadas gay e homofóbicas.

Em entrevista para o TV Line, Rich Appel e Alec Sulkin confirmaram a informação, que foi dita por Peter Griffin ao confrontar o presidente Donald Trump.

“É verdade, sim. Se você olhar para uma série de 2005 ou 2006 e colocar ao lado de uma de 2018 ou 2019, elas vão ter algumas diferenças. Algumas das coisas que nós nos sentíamos confortáveis de falar e brincar na época, agora entendemos que não são aceitáveis”, diz Sulkin.

“É quase único para Uma Família da Pesada, apesar de eu conseguir pensar em uma outra série que está no ar há mais tempo. Mas se uma série está há literalmente 20 anos no ar, a cultura muda. E não é sobre nós reagindo e pensado, ‘Eles não vão nos deixar dizer certas coisas’. Não, nós mudamos também. O clima é diferente, a cultura é diferente e nossas visões são diferentes”, complementa Appel.

O novo episódio de Uma Família da Pesada, intitulado “Trump Guy”, mostrará Peter Griffin como um comentarista de notícias local recém-respeitado, que descobre que é bom em espalhar notícias falsas. Esta “habilidade” chamará a atenção de Donald Trump, que o levará a Washington, DC, para servir como seu novo secretário de imprensa.

A 17ª temporada de Uma Família da Pesada é exibida pela Fox.

Imagens do post:
Encontrou algum erro no post? Fale pra gente!