Se você está em busca de um sorriso simétrico e branquinho, é bem provável que você esteja com uma série de dúvidas da cabeça sobre lâminas e facetas. É o seu caso, certo? Eu sabia!

Hoje em dia, existem duas técnicas bem conhecidas que podem ser usadas pra resolver de uma vez por todas o alinhamento do seus dentes: as resinas compostas de resina e as lentes de contato de porcelana. Mas qual escolher?

Antes de mais nada, você precisa entender que não é levada em conta unicamente a vontade do paciente no momento de definir qual caminho seguir. Vai depender de uma série de fatores e somente o dentista vai poder apontar qual é o tratamento mais adequado para o seu caso.

Principais diferenças

Usualmente, as facetas em resina são usadas para fechamento de pequenos espaços entre os dentes e em situações de urgência estética, como fraturas imprevistas. Já as facetas em porcelana são usadas para fechamento de espaços com grande extensão entre os dentes e para correções marcantes de formas dos dentes, além da recuperação de desgastes causados pelo bruxismo.

Em termos gerais, as resinas compostas são materiais de aplicação direta que o próprio cirurgião-dentista confecciona, enquanto que as lentes de contato de porcelana são fabricadas por um técnico em prótese dentária sob a orientação do odontólogo.

E a manutenção?

A maior diferença entre as duas técnicas está justamente neste ponto. Quando o dentista utiliza as resinas compostas, não é necessário, na grande maioria dos casos, realizar desgastes na estrutura dentária, enquanto que, para as lentes, é preciso fazer uma redução ou desgaste dos dentes, mesmo que não seja grande.

Quanto à durabilidade, as resinas compostas estão em desvantagem, sendo mais suscetíveis a manchas com o passar do tempo. Principalmente se você tiver uma dieta desregrada, fumar ou consumir corantes em geral. O profissional vai avaliar tudo isso logo na primeira consulta, para entender quais são os hábitos do paciente antes fazer indicação de uma ou outra técnica.

A porcelana também é mais resistente do que a resina, mas, na hora do reparo, ela conta com uma vantagem. De acordo com os especialistas, o paciente tem que saber que a lente de contato, uma vez colada, vai demandar mais trabalho para ser substituída, sendo necessário o uso de brocas para sua remoção.

E quanto custa?

Você já entendeu que o resultado de ambas as técnicas é muito bom, mas chegamos num dos pontos mais importantes na hora de escolher, afinal, o valor é outra grande diferença entre os tratamentos. Se você pretende economizar, é melhor torcer para que o uso das resinas seja o indicado para você. Geralmente, o tratamento com resina é até 40% mais barato do que com as porcelanas. Uma facada, né?

 

Encontrou algum erro no post? Fale pra gente!