Essa é pra galera que se amarra em fazer sexo oral nas mulheres. E aqui no Superpride tem muita gente que ama colocar em prática essa técnica milenar. Pois vocês acabam de ganhar mais um bom motivo para cair de boca, com base em fundamentos científicos seríssimos.

Segundo um novo estudo feito pela Universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos, lactobacilos podem ser obtidos através de sexo oral na mulher. Pra quem não sabe: os lactobacilos são bactérias do bem, daquelas que tem no Yakult, e que são grandes aliadas da saúde.

Os lactobacilos melhoram o seu sistema imunológico e ajudam na prevenção de várias doenças, como dermatites e doenças crônicas, como colesterol alto, doenças respiratórias, síndrome do intestino irritável e obesidade. Além disso, os lactobacilos melhoram a digestão, aumentam a imunidade, previnem diarreias e auxiliam no tratamento de alergias alimentares.

Lá na vagina, essas bactérias mantém a acidez da região. De acordo com os pesquisadores, cerca de 70% do fluido vaginal é composto por 5 tipos de lactobacilos com potencial probiótico: Lactobacillus crispatus, Lactobacillus jensenii, Lactobacilus iners, Lactobacillus gasseri e Lactobacillus reuteri.

Encontrou algum erro no post? Fale pra gente!