Como vocês já sabem, o Carnaval 2019 será somente em março, então dá tempo de correr com o treino e fazer bonitos nos bloquinhos.

Pra ter aquele peitoral de enlouquecer os boys, alguns exercícios são fundamentais. Listamos abaixo, cinco exercícios para aqueles que buscam melhorias nesta região.

Supino Reto – O supino com barra é o básico para qualquer treino de peito. É um ótimo exercício composto que permite à pessoa levantar a maior carga possível. O supino inclinado irá dar ênfase na parte superior do peitoral enquanto o declinado, a região inferior. O reto trabalha ambas as regiões de forma igual;

Crossover – Geralmente, o objetivo do Crossover é trabalhar a região inferior então, eles são colocados em uma altura acima do corpo, fazendo o atleta puxar de cima para baixo os cabos. Sendo assim, podemos colocá-lo na altura dos ombros ou abaixo do tronco, trabalhando respectivamente a região mediana e a inferior do peitoral;

Supino reto/declinado/inclinado com Halteres – O supino com halteres é um movimento altamente efetivo para a estimulação do peitoral. A principal vantagem que este exercício tem sobre o supino com barra, é que ele permite um movimento natural, ajudando a prevenir lesões nos ombros. Eles também previnem no balanço de força nos braços, já que forçam ambos de maneira igual. O único ponto negativo é que você não poderá usar a mesma carga que no supino com barra;

Crucifixo com Halteres – É um exercício excelente isolador para o peitoral, que não permite muita carga e limita a sobrecarga muscular. Não é o exercício mais efetivo para o peito, mas pode ser usado para manipular o treino, trazendo mais recrutamento de fibras ao sobrecarregar o peitoral;

Pullover – Eu sempre deixo este exercício para o fim do treino com meus alunos, para guardar a força para os exercícios grandes, como o supino e paralelas. Este exercício desenvolve o peitoral maior em espessura, a cabeça longa do tríceps, o redondo maior, o grande dorso, assim como o serrátil anterior, o romboide e o peitoral menor, músculo que estabiliza a escápula e permite ao úmero oscilar sobre um suporte estável.

Bom, essas são algumas dicas para o treino de peito. Porém, não existe nada milagroso a não ser que você mesmo faça por acontecer, treine pesado, tenha compromisso com você mesmo! Puxe ferro, se dedique e manipule as variáveis pois, sem isso, você não conquistará o que tanto quer!! Então, é isso por hoje!

Imagens do post: , , , ,
Encontrou algum erro no post? Fale pra gente!