Após a divulgação da pesquisa Ibope, nesta segunda-feira (1ª/10), que apontou crescimento do candidato do PSL, Jair Bolsonaro para 31% das intenções de voto, o candidato do PT, Fernando Haddad, abandonou o discurso mais pacífico em relação ao adversário.

Em comício nesta terça-feira (2/10), no município de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, Haddad desafiou Bolsonaro a participar dos debates na televisão e enfrentar os questionamentos.Ao criticar Bolsonaro, Haddad disse que ele tem “algum problema psicológico com mulheres, negros e LGBTs”.

“Eu espero que Deus dê saúde ao Bolsonaro para vir debater comigo. Eu espero que ele viva 120 anos para ele ver que o mundo que ele tem na cabeça não é o mundo que ele terá no Brasil”, disse o petista.

O petista cumpriu agenda política ao lado de Lindbergh Farias, candidato Senado pelo PT no Rio de Janeiro e Márcia Tiburi, candidato ao governo do estado. Segundo o petista, Bolsonaro ajudou a disseminar “ódio, violência e intolerância”.

“Ele tem 28 anos como deputado federal. Agora imaginem o quanto ele recebeu de salários. Ele tem um patrimônio de R$ 15 milhões. Ele é pobre? Só se for na Suíça, porque aqui não é pobre não. Aí eu pergunto, o que ele trouxe para Duque de Caxias? Nada a não ser mais ódio, mais violência, mais intolerância. Ele tem algum problema psicológico com mulher, negro e LGBTs”, disse Haddad.

O petista enfatizou: “Ele não fez como deputado federal nem 10% do que eu fiz como ministro para o Rio de Janeiro”.

Haddad ainda alertou sobre a divulgação de notícias falsas via aplicativos de mensagens por parte da campanha de Bolsonaro. Segundo Haddad, o adversário investe na divulgação de um “verdadeiro lixo” contra o PT e que essa ação deve ser intensificada nesta reta final de campanha.

“Tem um movimento no WhatsApp de divulgação de um verdadeiro lixo contra a gente. Isso é porque ele não vem debatendo olho no olho. Ele não tem o que dizer, é só via WhatsApp. Por isso recusem, repudiem e denunciem para a imprensa”, disse o petista.

Encontrou algum erro no post? Fale pra gente!