No capítulo de “Segundo sol” do dia 12 de junho, Maura (Nanda Costa) se abre com Rosa (Letícia Colin) sobre sua relação com Selma (Carol Fazu), que, na história, tinha começado três meses antes. “Ela é minha primeira namorada. E, como eu também não tinha namorado com homem, só tive uns peguetes, acho que Selma é meu primeiro namoro, meu primeiro amor”, disse. Dez capítulos antes, Maura já tinha justificado a Selma o medo de assumir o romance. “É que é tudo muito novo, muito complicado pra mim”, explicou a policial. Desde o início, João Emanuel Carneiro deixou claro que Maura estava se descobrindo. Ela foi apresentada como gay? Sim, foi. Mas uma lésbica que estava tendo sua primeira experiência. Por esse motivo, não dava para cravar se Maura era bissexual — como gritam os críticos da história. Nem ela sabe o que é!

Da forma com que o autor conduziu o começo de Maura, não é de causar estranheza o interesse dela por Ionan (Armando Babaioff). Além de estar grávida e mais sensível, a policial não tem muitas vivências amorosas, está passando por um momento turbulento com a mulher e estabeleceu uma grande afinidade com o parceiro de trabalho. Há quem diga que o novelista está promovendo uma “cura gay”, o que seria um péssimo caminho. João Emanuel Carneiro pode usar essa trama para propor uma discussão pertinente sobre as descobertas de Maura, que está, naturalmente, confusa. E ela não é a única a passar por isso. Fernanda Gentil foi casada com um homem antes de ter sua primeira experiência homossexual. Bruna Linzmeyer também. Acontece.

Encontrou algum erro no post? Fale pra gente!