De acordo com informação do site Rondônia Agora, o governador Daniel Pereira (PSB), anunciou ao o presidente da Assembleia Legislativa, Maurão de Carvalho (MDB), que deverá vetar o recém- aprovado Projeto de Lei 845/17, que criou o Conselho Estadual de Políticas Públicas e Direitos Humanos para a população de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Transgêneros (LGBTTT).

Ainda de acordo com veículo, o motivo do veto é devido aos “protestos” que o governador tem recebido da comunidade “cristã” de Porto Velho. “Agora, cabe ao governador vetar (pondo fim ao projeto), ou sancionar (validando o projeto). Mas, o Daniel Pereira, entendendo a posição em contrário da comunidade cristã, me adiantou que irá vetá-lo”, destacou Maurão.

O site ainda explica que, na última quarta- feira (2), ocorreu uma reunião em que o governador se esteve com uma comissão de deputados evangélicos, que apresentaram suas razões para que o projeto não fosse aprovado.

Agora, curiosamente, é que, analisando as informações divulgadas pelo site, fiquei em dúvida se o Brasil, ainda é um país laico. Até porque, diretos humanos, políticos e civis, são para qualquer cidadão que paga seus impostos. Ou será que, nós gays, mais de 10% da população deste país (porcentagem apenas dos que se assumem), já podemos parar de pagar impostos então?

Encontrou algum erro no post? Fale pra gente!