Recentemente, o roteirista Jonathan Kasdan revelou que Lando Calrissian, um amado personagem da saga Star Wars, é pansexual – ou seja, que ele se atrai por pessoas independente do gênero.

Acontece que Lando, que será interpretado por Donald Glover em Han Solo: Uma História Star Wars (escrito por Kasdan), não é o primeiro personagem LGBT da saga – ao menos se você contar os materiais oficiais lançados em forma de livro, animação e games.

Confira:

JUHANI | Uma das protagonistas do game Star Wars: Knights of the Old Republic, essa Cavaleira Jedi só podia desenvolver romance com o personagem do jogador caso ele estivesse jogando com um avatar feminino. Durante um tempo, o romance com um avatar masculino foi permitido, mas criadores disseram que se tratava apenas de um bugno jogo. Dessa forma, Juhani foi oficialmente sagrada como a primeira personagem lésbica da saga.

LUXA | A continuação de Knights of the Old Republic introduziu mais uma personagem LGBT no mundo de Star Wars – a sedutora e escorregadia Luxa, que aparecia flertando com o personagem do jogado independente do gênero de seu avatar. Foi o bastante para que ela ficasse sagrada como a primeira personagem bissexual da saga.

BELAYA | Aparentemente, a franquia Knights of the Old Republic nos deu quase todas as personagens LGBT de Star Wars. A Mestre Jedi Belaya teve um caso com Juhani, sua companheira de lista, por “muitos anos” antes do começo do game. Ela descreve como passou “muitas noites com Julani embaixo das estrelas”. Sounds lovely.

DELIAN MORS | Boas (?) notícias: o Lado Negro da Força também aceita os gays! Delian Mors serviu como uma oficial de alto escalão do Império, conforme mostrado no livro Lords of the Sith, assinado por Paul S. Kemp. Mors estava em um casamento relativamente feliz com Murra antes de sua morte, quando ela se voltou para o Lado Negro.

SARN CHILD | Possivelmente o primeiro personagem gay de Star Wars, no entanto, tenha sido Sarn Child, o governador de Baxel, um dos setores mais longínquos da galáxia. No lito The Hutt Gambit (1997), protagonizado por Han Solo, Child é descrito como “um homem cujos gostos não se estendem a mulheres, e que contrata uma prostituta para posar como sua esposa”.

ALMIRANTE HOLDO | Nos filmes de Star Wars, o mais perto que chegamos de um personagem LGBT foi a Almirante Holdo de Laura Dern – sua sexualidade não é mencionada no filme, e sim em um livro sobre o passado da General Leia, em que uma conversa revela que Holdo é o que podemos chamar de pansexual.

(Via Observatório do Cinema)

Encontrou algum erro no post? Fale pra gente!