Quais são os ingredientes fundamentais para se manter um relacionamento saudável e feliz? Você já procurou essas respostas alguma vez na vida?

Talvez uma recente pesquisa feita na Inglaterra, País de Gales, Irlanda do Norte e Escócia, com mais de 5.700 pessoas, que tentou descobrir os fatores mais importantes em um relacionamento, possa nos ajudar a chegarmos numa reflexão sobre esse tema.

Os participantes tiveram que selecionar apenas dois fatores de uma lista de seis, que incluía: comprometimento, honestidade, sexo, interesses comuns, compatibilidade de personalidades e comunicação. Surpreendentemente, os participantes priorizaram comprometimento, honestidade e comunicação.

Aqui estão alguns ingredientes fundamentais para um relacionamento bem-sucedido de acordo com este estudo e outros profissionais da área:

Integração

Casais unidos permanecem unidos. A integração não significa apenas estar juntos fisicamente. A integração é quando o casal começa a pensar no outro, vendo a vida sempre a dois.

De acordo com a doutora em psicologia, Susan Krauss Whitbourne, ao Psycology Today, cada pessoa tem sua própria identidade, mas quando o casal é unido, fica difícil diferenciar um do outro. As pessoas sempre os veem como um casal, é difícil de outras pessoas imaginar os dois separados. E isso é um ótimo sinal.

Sensibilidade

Ter uma certa sensibilidade às necessidades e sentimentos do seu cônjuge é basicamente uma das formas ideais de se mostrar amor. O desdém aos sentimentos do outro é um dos grandes motivos que causam problemas no relacionamento.

“A maneira que você responde ao seu parceiro influencia a qualidade do relacionamento que vocês dois sentem. O seu parceiro é sensível às suas necessidades e sentimentos? Como você responde ao seu parceiro?”, explica a Dr. Whitbourne. Quanto mais você pensar nessas perguntas e melhorar a sensibilidade que você tem ao seu cônjuge, melhor será o seu relacionamento.

Singularidade

Segundo a Dr. Whitbourne, o relacionamento amoroso não é uma combinação das qualidades que cada parceiro tem. Um relacionamento amoroso é, na verdade, “uma interação especial que acontece quando você está com o seu parceiro.”

Um relacionamento é especial não por juntar duas personalidades, mas por criar uma personalidade do casal.

Resolução de conflitos

Como vocês resolvem os conflitos em casal? Como vocês reagem ao estresse em casal? Há casais que se unem em momentos difíceis e há casais que acabam se atacando e culpando um ao outro. A maneira com que o casal resolve conflitos e lida com as dificuldade juntos diz muito sobre o relacionamento.

É importante que você e seu cônjuge analisem a forma com que resolvem conflitos. Vocês se sentem mais unidos ou mais afastados?

Comunicação

A comunicação em casal abrange muitos pontos importantes. É através da comunicação que casais se conhecem verdadeiramente, é através da comunicação que casais resolvem conflitos, é através da comunicação que casais desenvolvem uma amizade.

Segundo um artigo do Huffpost, quando um casal diz “nós não brigamos ou discutimos”, isso pode ser um sinal alarmante de desconfiança. A maneira certa de resolver conflitos em casal é sempre agindo com respeito, mas não brigar nunca não é normal. Um dos dois ou os dois podem estar com medo de um confronto, evitando então falar o que pensam. Essa não é uma forma boa de se desenvolver um relacionamento saudável.

Comprometimento

Diferente do que muitos pensam, a fidelidade é uma parte importante do comprometimento, mas não é a única parte. Comprometimento envolve a responsabilidade de estar em um relacionamento e todas as consequências que vêm com isso.

Uma pessoa comprometida respeita o cônjuge, é honesta e fiel no relacionamento. Comprometimento é fazer sempre um pouco a mais para o relacionamento, é os dois se ajustarem, fazerem sacrifícios para fazer com que o relacionamento seja agradável para os dois.

“Todas as coisas se tornam mais íntimas, procure por sinais de comprometimento, como ele colocar você em primeiro lugar e deixar de passar algum tempo com amigos e família para estar com você – e reforçar que tem interesse de ter um futuro com você”, diz o Dr. Brad Wilcox, sociólogo e diretor do National Marriage Project.

Encontrou algum erro no post? Fale pra gente!