Quem não quer chegar a uma certa idade, mas ficar com uma cútis bem conservada, não é mesmo? No entanto, se este é o seu desejo, fique mais atento sobre seus hábitos, pois, apesar de envelhecer ser um processo natural, pelo qual, todos vamos passar, é possível fazer essa travessia de uma forma melhor.

Uma coisa que muita gente nem imagina, é que a ingestão de muito álcool, provoca o envelhecimento precoce da pele. “O álcool em excesso pode acelerar o processo de envelhecimento cutâneo. Isso porque o álcool estimula a produção de radicais livres, que em contato com as células danificam a sua estrutura, causando envelhecimento precoce e flacidez”, explica a dermatologista Dra. Claudia Marçal, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

A especialista ainda explica, que além do envelhecimento, exagerar nas bebidas pode te deixar com a pele do rosto com um aspecto feio. “O álcool pode piorar a qualidade da pele, pois o organismo precisa de água para metaboliza-lo e, quando não há água suficiente, ele busca a água nos tecidos periféricos para realizar o seu trabalho. Esta perda d’água afeta a pele, diminuindo o viço e colaborando para o ressecamento e a descamação”, finaliza.

Encontrou algum erro no post? Fale pra gente!