Seis das nove marcas de cruzeiros da Carnival Cruises visitarão Bermudas em 2018, somando um total de 59 paradas no destino. Apoiada na decisão que legalizou o casamento entre pessoas do mesmo sexo em maio de 2017, a armadora passou inclusive a vender pacotes que incluem a realização de casamentos a bordo. Porém, a nova Lei de Parceria Doméstica de Bermudas, que tomará efeito a partir de junho, retrocede e passa a proibir o casamento gay no país.

Com duas marcas registradas no país, que por isso passarão a ser proibidas de realizar casamento gay independentemente de onde estejam navegando, a Carnival Cruises se pronunciou oficialmente sobre a nova regra. A empresa “acredita que os funcionários, convidados e o público em geral merecem dignidade e respeito igual” e afirmou estar ativamente engajada em apoiar os esforços da OUTBermuda, que promove os interesses LGBT no país, que pretende desafiar partes da nova lei provando ser uma violação da constituição das Ilhas Bermudas. A Carnival Cruises oferecerá apoio financeiro, cívico de relações públicas, além de apresentar uma declaração oficial de apoio à ação legal.

Eleita uma das empresas com pontuação perfeita em 2017 em trabalhar pela igualdade LGBT, a Cristal Cruises se diz “desanimada com a reversão da decisão de maio de 2017”. Em sua nota oficial a companhia de cruzeiros lembra ainda que desde a referida decisão passou a oferecer pacotes de casamento entre pessoas do mesmo sexo. Lembrou ainda que a decisão que entrará em vigor na metade do ano pode desencorajar turistas de visitarem as Bermudas. Lembrou que sempre respeita as leis dos países para onde navegam, mas acreditam que viagens unem pessoas e culturas de forma poderosa.

Encontrou algum erro no post? Fale pra gente!