Um ano e quarenta e nove dias, após o covarde assassinato da travesti Dandara dos Santos, que chocou o Brasil, os criminosos estão sendo finalmente julgados. O julgamento começou na última quinta-feira (05), em Fortaleza CE, na primeira vara do júri da capital.

Os cinco réus respondem por homicídio triplamente qualificado (motivo torpe, meio cruel e uso de recurso que impossibilitou a defesa da vítima), além de corrupção de menores.

Dandara foi morta de forma cruel, espancada em plena a luz do dia, enquanto pessoas assistiam e filmavam tudo o que acontecia. Em seguida, os covardes criminosos carregaram a vítima já extremamente machucada em um carrinho de pedreiro. Na mesma noite, o corpo foi localizado morto a tiros.

O crime aconteceu no dia 17 de fevereiro de 2017. O espancamento foi filmado e o vídeo viralizou nas redes sociais 18 dias após a sua morte.

[Atualização]: Na madrugada desta sexta-feira (6), os acusados foram julgados e tiveram suas penas divulgadas. Francisco José Monteiro de Oliveira Junior foi condenado a 21 anos, já que foi o responsável por ter atirado em Dandara.

Jean Victor Silva Oliveira teve pena de 16 anos por usar uma tábua durante o ataque. Rafael Alves da Silva Paiva também foi condenado a 16 anos. por ter agredido Dandara com chutes. Francisco Gabriel dos Reis teve sua pena concretizada em 16 anos por ter agredido a vítima com chineladas. Isaías da Silva Camurça foi punido com 14 anos e 6 meses por ter proferido palavas e frases ofensivas durante o espancamento.

 

 

Encontrou algum erro no post? Fale pra gente!