Pesquisas já comprovaram que o chocolate traz benefícios ao organismo e ajuda na prevenção de doenças. Mas, o que poucas pessoas sabem é que essa paixão mundial pode prejudicar o bem-estar quando se trata da relação com o sono.

De acordo com um estudo da instituição americana National Sleep Foundation, o chocolate pode afetar a qualidade do descanso noturno, devido à quantidade de cafeína em sua composição, que varia conforme o tipo de chocolate e pode permanecer até 12 horas no organismo.

“A cafeína é uma substância estimulante do sistema nervoso central. Em doses moderadas, produz ótimo rendimento físico e intelectual, aumenta a capacidade de concentração e auxilia na reação aos estímulos sensoriais. Já em doses exageradas, esse consumo pode causar sintomas que comprometem o sono, como ansiedade, nervosismo, tremores musculares e taquicardia”, explica a Consultora do Sono da Duoflex, Renata Federighi.

Mas, para os apaixonados por chocolate, Renata orienta que o ideal é consumir o alimento até três ou quatro horas antes de dormir. “Este é o tempo necessário para que a cafeína não prejudique a qualidade do sono e o indivíduo poderá ter uma noite tranquila e relaxante”, alerta. Ela ainda indica outros alimentos que, assim, como o chocolate, também podem prejudicar o sono, como chá, refrigerante e café.

Além do cuidado com o consumo do chocolate antes do horário de dormir, Renata ainda recomenda algumas dicas para um descanso de qualidade. Confira abaixo:

• Atenção à postura

A postura correta ao dormir é imprescindível para um repouso de qualidade. A posição de lado com dois travesseiros é a mais indicada pelos especialistas. Um para apoio da cabeça, em altura que se encaixe perfeitamente entre ela e o colchão, formando um ângulo de 90 graus no pescoço. É indicado que o segundo travesseiro fique entre os joelhos, que devem estar semiflexionados.

• Silêncio e ambiente escuro

Mantenha o ambiente escuro. A claridade interfere na produção da melatonina, o hormônio que avisa o cérebro que já é hora de dormir. Além disso, evite atividades que atrapalhem um sono profundo, como assistir TV deitado na cama, utilizar o computador ou ficar horas jogando em celulares.

• Alimentos leves antes de dormir

Quanto maior a refeição noturna, maior a dificuldade de digestão. Portanto, alimente-se até 3 horas antes de ir para a cama e dê preferência a alimentos que ajudam a relaxar, entre eles, alface, maçã, pepino, salsão e ervas, como a camomila e a cidreira. Alimentos ricos em triptofano, como banana, leite, queijo branco, abacate e soja, também ajudam a proporcionar noites bem dormidas, pois participam da formação da melatonina.

• Atividades relaxantes

Procure relaxar. Até três ou quatro horas antes de deitar faça alguns movimentos tranquilos de alongamento. Ao liberar a adrenalina, o exercício físico aquece e relaxa a musculatura, evitando lesões, dores musculares e problemas ortopédicos.

Encontrou algum erro no post? Fale pra gente!