Um cartório de Turim, na Itália, negou a transcrição de uma certidão de nascimento de dois gêmeos nascidos no Canadá, filhos de um casal homossexual italiano.

Os bebês foram gerados por uma mulher no Canadá por meio da “maternidade de substituição”, também chamada de “contrato de gestação” e antigamente conhecido como “barriga de aluguel”.

O documento já tinha sido transcrito em nome do pai biológico, como prevê a lei italiana, mas não no do cônjuge. O cartório negou a retificação do documento, já que os dois queriam constar na certidão como pais dos gêmeos.

Um dos motivos do imbróglio é a chamada “Lei 40”, que fala sobre procriação assistida na Itália. A legislação veta a chamada “barriga de aluguel”, a qual é permitida no Canadá. As autoridades de Turim, por sua vez, explicaram que se trata “de uma questão puramente técnica e para a qual já está sendo buscada uma solução”.

Encontrou algum erro no post? Fale pra gente!