Noah Wyle, o eterno Dr. Carter de “Plantão Médico/ER”, vai voltar às séries dramáticas. O ator andou enfrentando discos voadores em “Falling Skies” e artefatos mágicos em “The Librarians”. Mas agora terá que lidar com o bom e velho preconceito, numa produção da cineasta Ava DuVernay (“Selma”, “Uma Dobra no Tempo”).

Intitulada “Red Line”, a série trará Wyle num relacionamento gay. Ele é um professor de ensino médio, casado com um médico negro. Entretanto, seu marido é assassinado erroneamente por um policial de Chicago, o que deixa o protagonista viúvo e tendo que cuidar sozinha da filha recém-adotada pelo casal, Jira, de dois anos.

O elenco também inclui Noel Fisher (da série “Shameless”), como o policial branco que atira por engano no marido de Wyle.

A trama acompanhará as histórias de três famílias conectadas a esse incidente, que são afetadas de diferentes maneiras por ele.

“Red Line” foi criada por Caitlin Parrish (roteirista-produtora da série “Supergirl”) e Erica Weiss. As duas codirigiram o drama indie “The View from Tall” (2016) e agora dividem a produção do projeto com DuVernay e Greg Berlanti (o criador de “Supergirl”).

Por enquanto, apenas o piloto foi encomendado. Ele precisa ser aprovado pela rede CBS para virar série.

Encontrou algum erro no post? Fale pra gente!