Samuel (Eriberto Leão) e Cido (Rafael Zulu) vão voltar a transar com suas ex-mulheres nos próximos capítulos de O Outro Lado do Paraíso. O casal gay vai se desfazer após uma noite de recaída, e o psiquiatra descobrirá que nunca precisou de artifícios nem mandinga para fazer sexo com Suzy (Ellen Rocche). A Mãe do Quilombo (Zezé Motta) revelará que só receitou um chá comum ao médico e explicará que ele realmente ama a enfermeira que é mãe de sua filha.

A reaproximação de Suzy e Samuel acontecerá em uma noite em que os dois estarão cuidando da bebê. “Sou apaixonado por nossa filha, Suzy. É tão linda”, comentará o psiquiatra. “É mesmo linda. Todo mundo que vem visitar diz que é parecida comigo”, responderá a enfermeira.

“É sim. Muito parecida com você”, concordará ele. “Então me acha linda, Samuel?”, perguntará ela. “Sempre achei. Foi por isso que a convidei para jantar da primeira vez”, lembrará o médico, que deitará ao lado da mulher.

“Isso me faz lembrar dos velhos tempos do Tigrão”, comentará Suzy. “Às vezes, não nego, bate uma saudade, mas…”, dirá Samuel. “Mata as saudades”, disparará a loira, dando um beijo no filho de Adnéia (Ana Lucia Torre).

Cido e Irene

No quarto ao lado, Cido e Irene (Luciana Fernandes) também vão relembrar os momentos juntos e transar. “Ainda não percebeu que tá de fora nessa casa?”, indagará a empregada. “De fora? Não, o Samuel só continua dormindo com a Suzy porque a bebê acorda muito de noite”, retrucará o motorista.

“Vai esperar até quando? Quando a Tigrinha virar Tigrona e terminar a faculdade? Tá na hora de você procurar novos caminhos”, aconselhará ela. “Ou antigos”, emendará a empregada, antes de beijá-lo. “Que delícia”, reagirá Cido.

Bote da cascavel

A noite de sexo com Suzy deixará Samuel perturbado, e ele procurará a Mãe do Quilombo para esclarecer seus sentimentos. “Há muitos, muitos anos, eu procurei a senhora. Estava desesperado, porque…”, começará ele.

“Tinha uma namorada e não conseguia…”, completará ela. “Mas a senhora me deu guizos e uma bebida feita com veneno de cascavel. Quando tocava os guizos, era como mágica. Virei o Tigrão. Depois, não conseguia engravidar minha mulher. A senhora me deu uma bebida à base de sangue de cascavel. Então, aconteceu, temos uma linda menina”, relembrará o psiquiatra.

“Eu nunca te dei nada. O remédio que eu dei com veneno, depois com sangue da cascavel, não tinha sangue nem veneno”, revelará Mãe do Quilombo. “Mas eu achava que não ia conseguir e consegui”, estranhará o personagem de Eriberto Leão.

“Tua cabeça dizia que não ia conseguir. A cabeça do ser humano é complicada. Por isso teu corpo não respondia. Fiz você pensar de outra maneira com o remédio que só era um chá forte, misturado com extrato de buriti, e os guizos auxiliaram”, explicará ela.

“Ainda não entendeu que a mágica tá dentro da cabeça de cada um? Quando a pessoa acredita que não consegue, não consegue. Quando tem fé que consegue, consegue. Cê usou o remédio, os guizos, pra se libertar do medo”, completará.

A conselheira deduzirá, então, que o médico gosta mesmo de Suzy. “Eu gosto dos dois. A verdade é essa”, dirá ele. “Difícil o coração ter lugar pra duas pessoas ao mesmo tempo. O tempo vai dizer. Vai saber escolher. Mas se for ela,nunca mais vai precisar de guizos. A magia tá aqui, bem aqui. Na tua cabeça”, concluirá ela, na cena que irá ao ar no capítulo do dia 27 de março.

A separação do casal gay da trama das nove é resultado dos esforços de Adnéia, que fingiu aceitar a condição do filho, mas armou com Irene e Suzy para que reconquistassem seus ex. A empregada e a enfermeira, então, seguiram as instruções da mãe do médico para levarem Cido e Samuel para a cama.

As informações são do Uol.

Encontrou algum erro no post? Fale pra gente!