A empresa concessionária de trens turísticos, Serra Verde Express, acaba de divulgar uma novidade para o percurso da Serra do Mar feito entre Curitiba e Morretes, munícipio da região litorânea do Paraná. Desde o último dia 20, dois novos vagões de luxo passaram a fazer o percurso.

O vagão Imperial foi inspirado nos vagões-restaurantes de 1930 e conta com alguns móveis da época. O serviço será semelhante ao da primeira classe (a chamada Litorina de Luxo), com drink de boas vindas, serviço a bordo com bebida à vontade, café da manhã e guia bilingue (português/inglês). O espaço comporta 20 passageiros divididos em mesas para duas ou quatro pessoas.

O vagão Camarote, que já fazia a linha até Morretes, foi redecorado tendo como inspiração antigos trens de luxo e sua configuração é de cabines privativas para até 4 pessoas. Os serviços são os mesmos do vagão Imperial.

O preço da viagem de Curitiba para Morretes (na classe Camarote ou Imperial) custará R$235 para adultos, R$145 para crianças de 6 a 12 anos e R$15 para crianças de colo. As passagens podem ser compradas no site oficial da empresa ou através do e-mail ([email protected]). A Serra Verde Express também oferece outras quatro opções de viagem para os passageiros, pela classe econômica, turística, litorina Standard e litorina luxo.

Passeio

O passeio de trem da Serra do Mar Paranaense é um dos mais conhecidos do Brasil. São 110 quilômetros ziguezagueando pela maior área de Mata Atlântica preservada do Brasil, com bananeiras dando um tom tropical a paisagem. Ele é feito todos os dias (de segunda a domingo**) às 8h15 de Curitiba para Morretes com duração aproximada de 4h15.

A primeira hora de passeio não diz a que veio, no máximo chamam a atenção as construções polonesas da bonitinha Piraquara e as ruínas de antigas vilas ferroviárias. Mas, quando começam a surgir a Mata Atlântica, as curvas e a travessia do primeiro túnel, a turma a bordo pira! Quem se senta do lado esquerdo leva vantagem.

Na sequência, surge a Cachoeira Véu da Noiva e duas maravilhas da engenharia: a Ponte São João, com 110 metros de extensão e 55 metros de altura, e o Viaduto Carvalho, sustentado por cinco pilares de alvenaria em curva, dando a sensação de que o trem está voando. Na Estação Marumbi, muitos passageiros descem com pesadas mochilas. São os montanhistas que dali vão encarar os picos do Parque Estadual do Marumbi.

A histórica Morretes aparece logo no fim da serra, quando o relógio sinaliza 11h30. O trem só retornará às 16h, mas há outras formas de ir até Curitiba. A mais rápida e menos indicada é no ônibus que vai pela BR-277 – menos indicada porque perde-se a linda e sinuosa Estrada da Graciosa, por onde vans e ônibus também seguem Serra do Mar acima. Não saia de Morretes sem antes provar o barreado, caloroso prato típico em que cortes de boi são cozidos por 12 horas em panela lacrada com massa de farinha de mandioca. Na hora da digestão, nada melhor do que caminhar por entre as construções históricas e ainda comprar balas de banana e artesanato.

** A partir de março de 2018, os passeios acontecem nos finais de semana e feriados. A tarifa mais barata custa R$ 95.

Encontrou algum erro no post? Fale pra gente!