Se você ouviu algum papo de que não é legal comer ovos diariamente, fique sabendo que é a maior lorota da vida. Ovos não fazem mal à saúde e até traz diversos benefícios para o organismo, como ajudar a controlar o colesterol, favorecer o ganho de massa muscular e prevenir doenças nos olhos.

Por algum tempo, o ovo ficou conhecido por fazer mal à saúde porque sua gema é rica em colesterol, mas estudos mostram que o colesterol presente em alimentos naturais não faz à saúde, pois os alimentos processados é que desregulam o colesterol, como bacon, salsicha, presunto, linguiça, biscoitos recheados e fast food.

Quantos ovos posso comer por dia?

Os estudos não mostram um consenso na quantidade de ovos permitida por dia, mas consumir cerca de 2 a 4 unidades por dia faz bem para a saúde. Para pessoas com diabetes, o ideal é que o consumo seja de no máximo 1 a 2 unidades por dia, juntamente com uma alimentação equilibrada para manter os níveis de colesterol e glicemia adequados.

Ovo cru aumenta risco de infecção intestinal

O ovo cru ou mal passado pode conter a bactéria Salmonela, que causa febre, vômitos e diarreias fortes, sendo ainda mais perigosa nas crianças. Por isso, deve-se evitar o seu consumo mal passado e também os produtos que tem ovos crus como ingredientes, como mousses, maioneses, coberturas e recheios de bolos.

A melhor escolha é consumir o ovo cozido ou frito sem adição de óleo ou manteiga, para não aumentar a quantidade de calorias e de gordura consumida na dieta.

Teste para saber se o ovo está bom

Uma boa forma de saber se o ovo ainda está bom para consumir é colocar o ovo ainda íntegro num copo com água. Se ele boiar é porque já contém muito ar em seu interior, e por isso está velho ou estragado e não deve ser consumido. O ideal é consumir apenas o ovo que estiver no fundo do copo ou no meio da água.

Os ovos de casca branca ou marrom trazem os mesmos benefícios à saúde, sendo importante na hora da compra observar apenas a qualidade da casca, que deve estar limpa, fosca e sem rachaduras. Já na hora do preparo, a clara deve estar espessa e viscosa e a gema firme e centralizada, sem se desfazer após a quebra da casca.

Também é importante lembrar que os ovos devem ser guardados na geladeira, de preferência na parte interna, pois a porta da geleira sofre muitas variações de temperatura, o que prejudica a conservação deste alimento.

Benefícios do ovo

Além de não prejudicar o coração, outros benefícios são:

  • Aumento da massa muscular, porque é uma boa fonte de proteínas;
  • Prevenir doenças como câncer, por ser rico em antioxidantes, como triptofano e tirosina;
  • Diminuir a absorção de colesterol no intestino, por ser rico em lecitina;
  • Prevenir o envelhecimento precoce, por ser rico em selênio, zinco e vitaminas A e E;
  • Combater anemia, por conter ferro e ácido fólico;
  • Proteger a visão, por conter os antioxidantes luteína e zeaxantina;
  • Manter a saúde dos ossos, por conter cálcio e fósforo;
  • Ajudar na formação da memória do feto e prevenir câncer de mama, por conter colina;

Assim, o ovo só não deve ser consumido em casos de alergia à albumina, que é a proteína deste alimento que está presente na clara. Veja os sintomas da alergia ao ovo.

Como preparar ovos de forma saudável

Aqui estão algumas receitas saudáveis.

Como fazer ovo no micro-ondas:

Outra forma fácil e prática é prepará-lo no micro-ondas, pois também não leva óleo. Deve-se esquentar um prato fundo no micro-ondas por 1 minuto, abrir o ovo no prato, temperar e furar a gema, para que ela não estoure. Em seguida, coloca-se tudo no micro-ondas por mais 1 minuto.

Como fazer ovo pochê:

Para fazer a versão pochê, deve-se quebrar o ovo cuidadosamente e transferi-lo para uma panela com água em ponto de fervura, que é quando as primeiras bolinhas de ar começam a se formar no fundo da panela. Deixar o ovo cozinhar por cerca de 7 minutos e retirar com o auxílio de uma escumadeira, deixando a água escorrer antes de colocá-lo no prato para servir.

Como fazer ovo frito sem óleo:

Para evitar o uso de óleo, deve-se colocar o ovo em uma frigideira antiaderente bem aquecida, adicionar 1 colher de sopa de água e tampar a frigideira para que o ovo cozinhe com o vapor.

Como fazer farofa de ovo:

Para cada ovo deve-se utilizar 4 colheres de sopa de farinha de mandioca, 1 colher de sopa de cebola picada e meia colher de sopa de óleo, manteiga ou margarina. Deve-se dourar a cebola na manteiga, acrescer o ovo e quando ele estiver quase cozido, adicionar a farinha aos poucos.

Como fazer omelete de clara:

Para quem não pode comer gemas de ovo em excesso, o ideal é fazer um omelete de claras.

Ingredientes:
  • 3 claras
  • 1 colher de sopa de água ou leite
  • 1 xícara chá de legumes cozidos (tomate, cenoura, brócolis)
  • ¼ de xícara de chá de queijo cottage ou ricota
  • Sal e pimenta do reino a gosto
Modo de preparo

Em um recipiente, misture as claras, o leite e os temperos. Coloque em uma frigideira pré aquecida e cozinhe por 2 minutos. Adicione o recheio de legumes e queijo, ou recheie como preferir, deixando cozinhar até o queijo derreter.

Encontrou algum erro no post? Fale pra gente!