A gente sabe bem que a galera da musculação e, principalmente, do crossfit gostam de ostentar seus corpos trincados. Isso faz com que eles pratiquem seus esportes preferidos sem camisa e com shorts minúsculo. No caso do cantor Lucas Lucco, a exibição é feita em uma sunguinha micro.

Bom, mas nos Estados Unidos, a exibição atingiu um novo patamar. Agora, eles praticam o Naked HIIT (treinamento intervalado de alta intensidade). O sucesso é tão grande, que o campeão de luta britânico e o diretor do Right Path Fitness, Keith McNiven, vai lançar um programa completo de Naked HIIT em sua academia no centro de Londres.

O personal trainer disse que praticar atividade física sem roupa maximiza o treino e aumenta a motivação já que você observa o seu corpo se mover e flexionar. “Se exercitar pelado apresenta uma nova e excitante maneira de queimar calorias e é ideal para aqueles que não se sentem confortáveis suando dentro de roupas coladas ou justas. É também uma maneira divertida de conhecer os outros e desfrutar de uma sessão de treino única”.

O HIIT se tornou uma maneira popular de ficar em forma devido ao seu potencial para queimar várias calorias em um curto período de tempo. No entanto, os exercícios – que tipicamente incluem saltos e agachamentos – costumam exigir uma proteção para os órgãos genitais. É difícil imaginar fazer um agachamento com tudo balançado, não é?

“Ao malhar pelado você será forçado a se deparar com você mesmo, exatamente como você é. Ao fazer isso consistentemente, você estará se acostumando com seu corpo, lentamente ficando mais confortável em sua própria pele”, Keith McNiven.

Com a palavra, o médico

O Dr. Amesh Adalja, profissional que trabalha no John’s Hopkins Center for Healthy Security e especialista em doenças infecciosas, disse ao jornal Daily Mail, que, do ponto de vista da higiene, não há muita diferença entre malhar sem roupa e malhar com roupas largas tipicamente utilizadas em academias: “Eu não vejo um grande risco infeccioso, mas, é claro, é melhor não se sentar nos aparelhos da academia sem uma proteção adequada para as partes íntimas. Porém, se movimentar pelado não oferece muito risco – a não ser que você veja sinais de infecção na pele de outras pessoas que estiverem participando da aula, é claro”.

 

Encontrou algum erro no post? Fale pra gente!