Você deve se lembrar que falamos aqui sobre algumas tendências de moda para 2018, entre elas estava a logomania. Ela tem sido cada vez mais vista nas passarelas e nas ruas de todo mundo, aparecendo em peças de roupas de pessoas antenadas por aí.

Pouco discreta, a logomania preza por estampas grandes e sem a preocupação da discrição ou de uma linha mais básica. Por esse motivo, ela precisa ser adotada com alguns cuidados para que não haja exagero, o que resultaria em um look ruim.

Como surgiu

A logomania era um estilo muito comum no passado, tendo em vista que havia a necessidade social de demonstrar de qual grande marca ou grife era, por exemplo, a camiseta que se estava usando.

Esse movimento era muito bem explorado pelos designers, visto que eles sabiam que suas marcas tinham um poderoso elemento que fazia com que a logomania fosse bem aceita: o valor agregado.

Desaparecimento

Naturalmente, como toda tendência, a logomania acabou perdendo força com o passar dos anos. Seu auge foi durante todo os anos 90, indo até o início dos anos 2000. Depois desse período era possível encontrar peças assim, mas elas não estavam mais na moda.

Isso aconteceu pois surgiram designs minimalistas, o que é compreendido até hoje como algo mais sofisticado e básico. Quando se trata da moda para o dia a dia, é interessante usar peças que sejam mais neutras e limpas, o que as torna versáteis.

Com o novo conceito, a logomania passou a ser tratada como uma tendência cafona e que estava ultrapassada. Assim, as peças estampadas com os grandes logos passaram a ser vistas como artigos vintage, ocupando cada vez mais espaços em brechós e saindo de circulação das ruas.

Volta por cima

A moda é feita de ciclos, ou seja, aquilo que se tornou ultrapassado, um dia retornará aos holofotes. Seja pelas releituras, com fortes referências a tendências antigas, ou sob o conceito de algo retrô, o que é cada vez mais comum.

A logomania fez esse mesmo caminho, e é possível dizer que ela mesclou um pouco desses dois recursos, visto que algumas marcas recolocaram essa tendência nas ruas por meio de peças retrô, como é o caso de marcas como Gucci, Tommy Hilfiger e Guess, enquanto outros optaram pelas releituras mais modernizadas, como Fila, Nike, Adidas e Balenciaga.

O importante é que a logomania voltou com tudo, sendo vista como uma fonte rica para as grandes marcas ao longo do último ano. Essa aposta tem aparecido em diversas peças, como camisetas, bonés, calças, meias e shorts.

A linha esportiva é outra forte tendência favorecida por um movimento cada vez mais comum, que consiste em mesclar o fashion com o underground. Essa combinação tem resultado em um número crescente de colaborações de grandes grifes com marcas de streetwear.

Como adotar?

As peças com grandes logos geralmente chamam bastante atenção, então é preciso um certo cuidado para obter equilíbrio e fazer o uso com muito estilo, mostrando que você está antenado no que rola no mundo da moda.

A principal recomendação é sempre manter a harmonia entre os itens que você está vestindo. Sua escolha é por uma camiseta com um grande logo na frente? Então, é necessário que o restante do visual seja bem discreto. Uma calça preta ou jeans e um bom tênis casual branco complementam.

Aquela ideia de “menos é mais” continua valendo, assim, mesmo se você optar por peças com destaques mais chamativos dentro desse conceito de logomania, preze pela discrição nas outras peças que irão compor o look.

 

Encontrou algum erro no post? Fale pra gente!