Segundo o CEO da empresa Sigurd Vedal, 65% das mulheres e 68% dos homens terminariam um relacionamento caso não tivessem uma frequência de sexo oral considerável.

A pesquisa também apontou qual a porcentagem de homens e mulheres que continuariam com um relacionamento devido a um sexo oral contínuo e de boa qualidade. Do total, 66% dos entrevistados do sexo masculino afirmaram que continuariam com a relação, caso estivessem recebendo, em bom português, um belo boquete. Já entre as moças, 55% consideram a língua do parceiro ou parceira, uma poderosa ferramenta para manter a chama do amor acesa.

A grande maioria dos entrevistados também afirmou que o sexo oral, não é importante apenas nos relacionamentos fixos, mas também nos casuais. Curiosamente, 91% das mulheres, e 87% dos homens, se sentem mais impelidos de fazer sexo oral nos parceiros quando estão apaixonados. Algo que pode se traduzir como, ao se apaixonar, se sentem até mesmo “obrigados” em realizar o ato para satisfazer ao parceiro.

Encontrou algum erro no post? Fale pra gente!