Muitas pessoas que praticam sexo anal imaginam que, para sentir prazer durante a penetração, necessariamente é preciso estimular o pênis ou a vagina. Ou até mesmo que ejacular significa ter um orgasmo. Em um artigo publicado no The New York Time, os médicos explicam a diferença entre uma coisa e outra.

De acordo com os Urologistas, o orgasmo ocorre no cérebro e a ejaculação na uretra posterior, próstata e vesículas seminais, e é um refluxo medular. Portanto, apesar de, normalmente, as duas ações estarem interligadas, é possível que um homem tenha uma ereção sem ejaculação, ejacule sem ereção, ou, até mesmo, sinta um orgasmo sem ejaculação ou ereção.

Pois bem, visto essa informação, muitos gays afirmam que já sentiram o famoso orgasmo anal. Que nada mais é que, ao ser penetrado, uma sensação de prazer intenso acontece e, muitas vezes, pode ser sentida sem ereção ou ejaculação, mas que é extremamente prazerosa e rara de acontecer. Em alguns relatos, pessoas com vida sexual ativa há muitos anos, afirmam que só sentiram uma ou duas vezes durante a vida inteira.

“Senti uma sensação de lábios secos, arrepios e pernas bambas, minha visão embaralhou, senti taquicardia, sensação de leveza, mas não necessariamente me sentia fraco, comecei a tremer e até achei que estava tendo uma crise de pressão baixa, mas me sentia tão leve e relaxado que deixei ele continuar, foi muito prazeroso”, revelou o administrador de empresas Hélio.

Encontrou algum erro no post? Fale pra gente!