Um caso de violência física resultou na expulsão de dois alunos do Colégio Adventista Milton Afonso (611 Sul) no início de novembro. A dupla, que cursa o 8º ano do ensino fundamental, foi convidada a se retirar da escola e impedida de assistir às aulas após uma brincadeira de mau gosto: dar “dedadas” no ânus de estudantes, por cima da calça. A ação teria sido flagrada pelas câmeras do colégio.

Segundo colegas dos garotos banidos, o alvo da violência é justamente quem teria iniciado a prática abusiva, e que ele foi protegido pelo colégio por ser filho de uma das coordenadoras pedagógicas.

Segundo relatos, dois garotos seguraram o terceiro – todos de 14 anos – e enfiaram os dedos nas nádegas do colega. A mãe de um dos alunos expulsos disse que as “brincadeiras” começaram na metade do ano letivo e nenhuma medida foi tomada pela instituição.

Segundo o site Metrópoles, o caso foi parar no Judiciário e envolveu também o Conselho Tutelar da Asa Sul. O Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT) ainda analisa a ação cautelar movida pelo advogado da família de Laércio*.

Os pais querem que o adolescente conclua o ano no Colégio Adventista, pois, como o semestre está no fim, eles não conseguem matriculá-lo em outra instituição. Dessa forma, o jovem pode repetir o 8º ano.

Encontrou algum erro no post? Fale pra gente!