Pesquisadores descobriram, após décadas de estudo, que um dos fatores para a procura de um parceiro é nada mais nada menos que o cheiro. E um dos critérios é a busca de alguém que tenha um cheiro diferente do nosso.

A justificativa para este resultado é o fato de que o cheiro é uma salvaguarda evolutiva, que nos faz evitar procriar com alguém que seja da mesma família – partindo do princípio de que “os nossos” emitem o mesmo odor que a gente.

O relatório assinado por cientista poloneses e britânicos também afirma que nossas primeiras impressões para com os outros são formadas a partir do som e cheiro. Segundo a co-autora do estudo, Katarzyna Pisanski, a preferência depende do indivíduo: loções pós-barba e perfumes podem melhorar ou piorar o cheiro natural de uma pessoa.

Ou seja: é indicado que no processo de conquista e atração, a escolha por fragrâncias que não altere bruscamente seu cheiro natural é indicada. E você aí achando que só a aparência contava, né? Bora tomar um banho e ser um homão cheiroso!

[manual_related_posts]

Encontrou algum erro no post? Fale pra gente!