Com os índices de violência aumentando a cada dia, pessoas morrendo em corredores de hospitais, corrupção sambando no Brasil, a educação cada vez pior, o desemprego batendo na porta de muitas famílias, eis que vem um super “útil” projeto de lei por aí.

Pois bem, o projeto 8615/2017 propõe uma mudança no artigo 74 da Lei de número 8.069, que além de discutir a classificação etária “adequada às crianças e adolescentes”, também pretende proibir no Brasil a “profanação de símbolos religiosos”.

Em um trecho do texto diz: “Não será permitido que a programação de TV, cinema, DVD, jogos eletrônicos e de interpretação – RPG, exibições ou apresentações ao vivo abertas ao público, tais como as circenses, teatrais e shows musicais, profanem símbolos sagrados”, propõe.

O autor, adivinhem só quem é? Ele, o dos cabelos sedosos, Marco Feliciano (PSC-SP).

Caso o projeto seja aprovado, shows de Madonna e Lady Gaga, por exemplo, poderão ser censurados no Brasil. Tendo que se adaptar a legislação local, ou, simplesmente, não poderiam se apresentar. E não para por aí, muitos jogos, peças teatrais, séries do Netflix, entre tantos outros exemplos, teriam problemas para ser transmitidos no nosso país que, ao que parece, em teoria, é laico.

Acordem queridos! Tá na hora da comunidade LGBT se organizar politicamente e eleger candidatos que possam nos representar. Qual foi o candidato gay que você votou nas últimas eleições? Ou ao menos, que defenda o respeito à diversidade. Só vão nos respeitar, na hora que perceberem que temos voz política. O ano de 2018, tá batendo na porta. Atenção na hora de votar.

Encontrou algum erro no post? Fale pra gente!