Uma mulher acompanhada de sua filha passou por momentos de hostilidade em um shopping de Brasília. Tudo porque as duas foram confundidas pelos seguranças do estabelecimento como um casal lésbico.

A situação ocorreu na saída do cinema do Liberty Mall, na Asa Norte. Solange Afonso, de 47 anos, e sua filha, de 20, foram vítimas de agressões físicas e de injúria. Em um vídeo postado por Solange em uma rede social – e posteriormente apagado –, ela contou que tudo começou quando foi parada na saída do cinema.

“Ontem eu fui a um cinema, às 20h18 era a sessão, eu fui com a minha filha de 20 anos. Na saída do filme apareceu um louco que achou que a gente era um casal e simplesmente começou a agredir nós duas. Começou com agressão verbal: chamou a gente de cretinas e safadas porque ele achou que éramos um casal gay”, contou.

“Eu reagi e xinguei também. Chamei os seguranças e pedi para deterem ele que nós iríamos para a delegacia. Na confusão, ele bateu, não sei se foi um relógio, alguma coisa no meu rosto. Eu gravei esse vídeo não foi nem para falar sobre a agressão. Gravei esse vídeo para dizer que isso tem que acabar. Eu não sou gay, mas me botei no lugar de todas as pessoas que eu conheço e que só querem ser feliz e viver a vida delas”.

A Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal afirmou que coube a Polícia Militar encaminhar um homem, de 55 anos, para a delegacia. Ele foi autuado por injúria e lesão corporal. Ele assinou um Termo de Compromisso de Comparecimento do Juizado Especial Criminal e foi liberado.

[manual_related_posts]

Encontrou algum erro no post? Fale pra gente!