Chamado de “cretino fascista” no Twitter pelo jornalista norte-americano Glenn Greenwald, que é assumidamente gay, o deputado federal Jair Bolsonaro optou por questioná-lo com uma piada homofóbica na rede social.

No tuíte, o jornalista não mediu palavras para dizer o que achava de Bolsonaro. Na tradução, ele afirmou que “Bolsonaro é um cretino fascista por razões que não tem nada a ver com a admiração de Maia. Isso pega mal para Maia, não para Bolsonaro”, fazendo análise sobre um dos tantos capítulos políticos do país.

O deputado, no entanto, devolveu: “Do you burn the donuts?’ I don’t care! Be happy! Hugs for you”, ou em português: “Você queima a rosca? Não me importo! Seja feliz! Abraços”.

Mais uma vez, perdeu a chance de ficar calado.

[manual_related_posts]

Encontrou algum erro no post? Fale pra gente!