Pela terceira vez, o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) foi condenado a indenizar a deputada Maria do Rosário (PT-RS) por conta do episódio em que disparou falas machistas e de promoção ao estupro.

Em 2014, no plenário da Câmara dos Deputados, Bolsonaro disse que não estupraria a deputada porque ela não merecia. Após a repercussão, o deputado foi condenado a pagar R$ 10 mil em indenização à Rosário por danos morais.

[manual_related_posts]

No ano seguinte, o Tribunal de Justiça manteve a condenação e, agora, a Terceira Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) assegurou a condenação dada em primeira instância. Além do valor, há também a exigência para que ele se retrate publicamente na mídia e rede sociais.

O processo não cabe recursos. Bolsonaro ainda responde outras duas ações no STF: uma por incitação ao crime de estupro e outra por injúria.

E ainda querem ele como presidente do país…

Encontrou algum erro no post? Fale pra gente!