Tá pronto pro absurdo do dia? Ok, senta que lá vai: o pastor neozelandês Logan Robertson, da igreja Westicity Bible Baptist gerou muuuito ruído após dizer que casais homossexuais deveriam tomar um tiro na cabeça. Sim, é isso mesmo.

O “sermão” – se é que podemos dizer isso – foi bem preconceituoso e antigo ao falar sobre o assunto. “Minha visão sobre o casamento homossexual é que a bíblia nunca mencionou-o então eu não sou contra eles se casarem. Contanto que uma bala passe pela cabeça deles no momento em que eles se beijarem… Porque esta é a forma de se falar sobre o assunto – não sobre o casamento homossexual, sobre a morte homossexual”, disse.

Não tardou para que o depoimento se proliferasse. E coube ao comissário de Direitos Humanos do país, Jackie Blue, intervir e dizer que as palavras não correspondem à população neozelandesa. “As pessoas que pregam ódio e violência estão longe de tudo que significa ser um neozelandês”, pontuou.

Prepare o estômago, se quiser, e veja este senhor falando o que não deve.

Encontrou algum erro no post? Fale pra gente!