Quando a gente acha que a situação dos gays torturados na Chechênia não poderia ficar pior, vem sempre uma novidade ainda mais terrível. De acordo com um sobrevivente que escapou dos campos de tortura para gays na Chechênia, a polícia da região está avisando a pais de filhos gays que resolvam a situação de seus filhos de alguma maneira ou os aniquilem, caso contrário, as próprias autoridades se encarregarão disso.

“Eles dizem: limpe sua honra, nem que seja com sangue!”, também disse a testemunha anônima em denúncia foi revelada pelo jornal francês France 24 News, e também revelou partes da tortura que cidadãos gays estão passando por lá: “Eles torturaram um homem por duas semanas e então convocaram seus pais para vir ao local e disseram: ‘Seu filho é homossexual. Resolva isso ou nós mesmos faremos’.”

O fugitivo ainda revelou que gays sempre foram perseguidos na região, mas nunca da forma e na intensidade que isso vem acontecendo agora: “Agora eles prendem todos, matam pessoas e fazem o que quiserem.”

Ainda que autoridades da Chechênia se neguem a reconhecer a existência dos campos de concentração, foram descobertas 4 prisões para gays por lá na semana passada.

Assine ao abaixo assinado mundial em protesto pela situação dos gays na Chechênia: https://www.amnesty.org

Assista também e saiba mais:

Onde mais é crime ser gay? Veja na esquete abaixo:

Encontrou algum erro no post? Fale pra gente!