Vamos falar de padrões estéticos. Quem os criou? Uma maioria ou uma minoria? Por que os reproduzimos? Os gays realmente hipervalorizam a imagem do homem másculo, tão disseminado nas nossas vidas, apps de pegação?

Para dar luz à essa discussão, trago uma interessante pesquisa da Universidade de Queensland, na Austrália, que foi feita com 1577 homens e mulheres no Brasil e na República Checa, para descobrir a relação deles com homens barbados.

Como você já deve imaginar, os pesquisadores descobriram que os brasileiros realmente preferem homens com mais pelos faciais. “Os homens homossexuais preferem estímulos mais peludos que as mulheres heterossexuais, dando suporte às teorias que dizem que os gays tem preferencias por traços viris”, diz o estudo.

Publicado no jornal Evolution and Human Behavior, da Inglaterra, os resultados revelaram ainda que os rapazes que namoram com garotos barbados, gostariam que os pelos do rosto deles fossem ainda mais espessos. Além disso, os cientistas descobriram que, na maioria dos casos, procuramos por parceiros que tenham a barba parecida com a nossa. “Quando a barba se tornar algo muito comum, ela será menos atrativa para os gays”, diz Dr. Barnaby Dixson, da universidade.

E por falar em estereótipos, veja esses vídeos…

Encontrou algum erro no post? Fale pra gente!