Há algum tempo, a galera já ficou ouriçada com um estudo que dizia que sexo entre amigos fortalece a amizade. Muito que bem! Nós temos novidades nessa área, principalmente pra quem quiser casar.

Segundo um novo estudo, casais que têm o cônjuge como seu melhor amigo tiveram taxas significativamente mais elevadas de satisfação com a vida do que os casais menos amigáveis.

A pesquisa, publicada no National Bureau of Economic Research, analisou dados sobre bem-estar de duas pesquisas nacionais no Reino Unido e da Gallup World Poll, levando em consideração a satisfação pessoal de solteiros, recém-casados e dos casais unidos há muitos anos.

Os pesquisadores, John Helliwell, da Faculdade de Economia de Vancouver, e Shawn Grover, do Departamento Canadense de Finanças, chegaram a três conclusões sobre o casamento:

  • pessoas casadas são mais felizes que as solteiras;
  • os benefícios do casamento não duram apenas durante a fase de lua de mel (nos dois primeiros anos), mas se estendem no por muitos e muitos anos;
  • casais que acreditam que o parceiro era seu melhor amigo lideravam o ranking dos mais felizes.

Estar em um relacionamento estável torna as pessoas mais felizes e mais satisfeitas com a vida do que as que ficam solteiras, principalmente durante os períodos mais difíceis como a crise da meia-idade, por exemplo. “O benefício é maior em ambientes de estresse, os casados conseguem administrar a crise de meia-idade melhor do que os solteiros porque, graças à amizade com o cônjuge, podem compartilhar as dificuldades”, disse John Helliwell.

Ainda de acordo com os pesquisadores, as mulheres se beneficiam mais do casamento com o melhor amigo do que os homens, embora tenham menos facilidade em assumir o marido como tal. “O que me intrigou nos resultados logo de cara foi ter que repensar o casamento como um todo. Talvez o mais importante de tudo seja mesmo a amizade e nunca esquecê-la nas atribulações do dia a dia”, revelou.

Além disso, o estudo comprovou que, mesmo quando se leva em consideração a possibilidade de que as pessoas naturalmente felizes são mais propensas a se casarem em primeiro lugar, o casamento traz um aumento significativo na satisfação com a vida.

Os resultados da pesquisa são otimistas para quem persevera em uma relação de longo tempo, mostrando que é possível tornar-se mais feliz e evitar crises com o apoio do parceiro. Afinal, amar é preciso!

Encontrou algum erro no post? Fale pra gente!