Na semana passada, a gente te mostrou a iniciativa de um vereador que propôs uma pausa para sexo no horário de trabalho. Muita gente curtiu a ideia e, agora, a gente traz um complemento para fundamentar essa tese.

Antes de mais nada, você deve saber que sexo faz bem para a saúde, provoca a liberação de dopamina, neurotransmissor que tem relação com a parte de motivação e recompensa do cérebro, bem como a ocitocina, hormônio ligado ao prazer, certo?

Agora, uma nova pesquisa publicada no periódico Journal of Management afirma ainda que as relações sexuais fazem bem para a produtividade das pessoas.

Para entender melhor essa relação, cientistas da Universidade Estadual de Oregon (EUA), acompanharam a rotina 159 trabalhadores casados. Durante duas semanas, os participantes tinham que responder questionários diários a respeito de sua atividade sexual, noite de sono e comportamento.

Observou-se que os funcionários que praticavam relações sexuais com os parceiros relatavam um humor melhor do que o restante no dia seguinte, o que contribuia para que estivessem mais concentrados e satisfeitos ao longo do expediente. Os mesmos efeitos foram observados para homens e mulheres.

“Isso é um lembrete de que o sexo apresenta benefícios sociais, emocionais e fisiológicos, e que é importante torná-lo uma prioridade”, afirmou o pesquisador Keith Leavitt. “Dedicar mais tempo para manter uma rotina saudável de sexo deveria ser considerada uma questão de sustentabilidade e, como resultado, uma possível vantagem na carreira.”

Encontrou algum erro no post? Fale pra gente!