Existe uma nova realidade na sociedade: os humanos que tem o pescoço virado para baixo e, mais especificamente, focados nas telas dos celulares. Pensando em tornar a vida dessas pessoas mais seguras, urbanistas estão se desdobrando para criar soluções e fazer com que pedestres não tentem atravessar a rua sem olhar para os lados e acabem atropelados.

Na Holanda, a cidade de Bodegraven, tem uma possível solução para o problema crescente de pessoas preocupadas mais em olhar o Facebook e responder o WhatsApp do que com a própria segurança. As calçadas da cidade passarão a ter iluminação que reflete a cor do semáforo de pedestres, permitindo à pessoa saber se é seguro atravessar a rua sem nem mesmo precisar erguer a cabeça.

A instalação das faixas de LED coloridas na cidade holandesa é a primeira iniciativa do tipo vista no continente europeu, mas não no mundo. Quem saiu na frente foi Sydney, na Austrália, que já fez o mesmo em um dos cruzamentos da cidade. Já em Augsburgo, na Alemanha, foi instalada uma sinalização nas linhas de bonde da cidade após uma adolescente morrer atropelada por andar distraída olhando para o celular enquanto ouvia música.

Mas também tem o bonde da problematização, que não gostou nada, nada dessa ideia. Pra você ter uma ideia, já existem campanhas contra a medida por acreditar que ela reforça comportamentos perigosos, incentivando o pedestre distraído a confiar apenas na faixa de LED na hora de atravessar e ignorar ações de motoristas. De certo modo, isso faz sentido, já que o pedestre atento deve perceber se um veículo furar o semáforo vermelho, mas a pessoa que não está prestando atenção pode se transformar em vítima nessa situação e morrer do mesmo jeito.

Outras iniciativas que tentam mitigar o problema dos pedestres distraídos pelo celular foram vistas em Chongqing, na China, e na Antuérpia, na Bélgica. Em ambas as cidades foram testadas faixas exclusivas para separar as pessoas preocupadas com o smartphone do restante dos cidadãos, que podem ficar irritados com a distração. Nos Estados Unidos, também foram realizados testes com “ônibus falantes”, que anunciam suas ações para alertar pedestres, além de emitir sinais luminosos para quem estiver com os ouvidos ocupados por músicas.

Veja também:

Via Olhar Digital

Encontrou algum erro no post? Fale pra gente!