ATITUDE

Homens que espancaram transexual a pauladas são identificados pela polícia

Na semana passada, você viu aqui no Superpride um vídeo em que cinco homens aparecem agredindo uma transexual em Wanderlândia, norte do Tocantins. As imagens viralizaram nas redes sociais e provocaram revolta nos internautas.

E a Polícia Civil acaba de identificar os agressores, segundo informações da Secretaria de Segurança Pública do Estado. O caso está sendo investigado pela delegada Simone Aparecida de Melo e está sendo tratado como lesão corporal grave.

A jovem de 25 anos foi agredida com socos, chutes e pauladas até ficar desacordada no dia 27 de dezembro. O motivo da agressão teria sido por um suposto roubo de um celular, praticado pela transexual.

Para os agressores, a pena é de dois a oito anos de reclusão. “A delegada já identificou cinco possíveis autores da agressão e que aguarda o momento oportuno para proceder o devido interrogatório”, disse a secretaria.

A mãe da vítima, Maria de Lurdes da Silva, contou que na hora da agressão a filha tentou se esconder dentro de um baú no momento em que a casa deles foi invadida. “É uma covardia por terem pegado cinco elementos para bater em uma pessoa indefesa”, disse a lavradora.

Depois da agressão, a vítima foi levada para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), onde passou por exames. Ela não chegou a sofrer fraturas, mas levou pontos em ferimentos no rosto e outras partes do corpo. “Eu fiz o pedido de corpo de delito porque os agressores eu não tinha o nome deles. Mesmo que ela devesse, não justifica eles fazerem o que fizeram e ela não roubou o celular de ninguém”, afirmou a mãe da transexual.

Comentários

Sobre o autor

Nelson Sheep

Nelson Sheep

Editor-chefe no Superpride, youtuber, editor, produtor e diretor do canal Põe na Roda. Formado em Rádio e TV pela Universidade Anhembi Morumbi, trabalhou com jornalismo econômico por 6 anos e fugiu para o mundo dos blogs para estimular o pensamento dos outros. É um ouvinte de primeira.