SuperTrans

Dinamarca bate o martelo e não classifica mais transexualidade como doença mental

O parlamento da Dinamarca bateu o martelo nos últimos dias e anunciou que não vai mais classificar a transexualidade como doença mental.

A decisão, publicada pela revista Scientific American, serve para evitar que pessoas sejam associadas a palavras como distúrbio, disforia e até transtorno.

Com a medida, os ativistas do país esperam que a mudança também reflita no tempo de espera para as cirurgias de redesignação sexual, que lá pode levar de dois até dez anos.

Os médicos dinamarqueses começarão a usar um código próprio, válido apenas no país, que não disponibilizará mais a condição sexual do paciente como diagnóstico, que para os ativistas da comunidade LGBT é um alivio, já que isso implicava até na hora de conseguir um emprego.

Comentários

Sobre o autor

Lucas Querino

Lucas Querino

Gossip Girl here. Cosplay do Troye Sivan e Olly Alexander nas horas vagas e fã da cantora Lady Gaga. Se a vida te der limões agradeça, pois eu compro os meus! Muito que bem, beijos estrelados!