A busca pelo fim da epidemia de HIV no mundo, e especialmente na África, ganhou um aliado de peso: Bill Gates. O homem mais rico do mundo vai financiar, através da Fundação Bill & Melinda Gates, uma pesquisa para um novo e revolucionário tratamento.

O investimento é de cerca de US$ 140 milhões para o desenvolvimento de um implante que reduz consideravelmente as chances de uma pessoas ser infectada pelo HIV. O tratamento foi desenvolvido pela norte-americana Intarcia Therapeutics.

A base da técnica é a profilaxia pré-exposição. Nesse método, o paciente é obrigado a tomar medicamente diariamente. A revolução financiada por Bill Gates seria justamente o fato de que o novo tratamento exige um comprometimento muito menor da pessoa que se trata.

Para chegar a isso, o projeto pretende implantar um pequeno objeto na região subcutânea da pele. Esse produto distribui um fluxo constante de medicamentos anti-HIV no corpo do paciente por até um ano.

“Estamos otimistas em relação à perspectiva de um dispositivo profilático implantável que pode fazer uma grande diferença para as pessoas mais necessitadas”, afirma Sue Desmond-Hellmann, CEO da Fundação.

Veja também:

Encontrou algum erro no post? Fale pra gente!