Nos próximos capítulos de “A Lei do Amor”, vai rolar uma intensa discussão sobre homofobia. Na trama escrita por Maria Adelaide Amaral e Vincent Villari, Tião Bezerra (José Mayer) – já envolvido em uma polêmica sobre a violência contra a mulher – vai discriminar seu próprio filho, Edu (Matheus Fagundes), que não é gay.

O empresário vai deduzir que o herdeiro é homossexual após ouvir o próprio admitir que é virgem. Incomodado com o julgamento do pai, Edu arma com um amigo uma situação que induz Tião a acreditar que o filho está, realmente, namorando outro homem. Revoltado, o vilão vai Edu para um prostíbulo de luxo.

Acreditando que estava indo para um restaurante, Edu vai tentar ir embora, mas será impedido pelo vilão machista e homofóbico. “Se não transar com uma mulher hoje, eu te jogo no olho na rua!”, vai gritar Tião.

No final das contas, ele acabará transando com uma moça, que confirma a noitada a Tião, enchendo o pai homofóbico de orgulho. Depois do episódio, porém, Edu decidirá se mudar para a casa de Letícia (Isabella Santoni), criada pelo ex-peão de obra como se fosse sua filha, mesmo sendo fruto da paixão de Helô (Cláudia Abreu), então casada com Tião, e Pedro (Reynaldo Gianecchini). Segundo a assessoria da TV Globo, a sequência vai ao ar a partir de 02 de janeiro de 2017.

Encontrou algum erro no post? Fale pra gente!