TV

Homofóbico, Tião vai obrigar filho a fazer sexo com mulher em “A Lei do Amor”

Nos próximos capítulos de “A Lei do Amor”, vai rolar uma intensa discussão sobre homofobia. Na trama escrita por Maria Adelaide Amaral e Vincent Villari, Tião Bezerra (José Mayer) – já envolvido em uma polêmica sobre a violência contra a mulher – vai discriminar seu próprio filho, Edu (Matheus Fagundes), que não é gay.

O empresário vai deduzir que o herdeiro é homossexual após ouvir o próprio admitir que é virgem. Incomodado com o julgamento do pai, Edu arma com um amigo uma situação que induz Tião a acreditar que o filho está, realmente, namorando outro homem. Revoltado, o vilão vai Edu para um prostíbulo de luxo.

Acreditando que estava indo para um restaurante, Edu vai tentar ir embora, mas será impedido pelo vilão machista e homofóbico. “Se não transar com uma mulher hoje, eu te jogo no olho na rua!”, vai gritar Tião.

No final das contas, ele acabará transando com uma moça, que confirma a noitada a Tião, enchendo o pai homofóbico de orgulho. Depois do episódio, porém, Edu decidirá se mudar para a casa de Letícia (Isabella Santoni), criada pelo ex-peão de obra como se fosse sua filha, mesmo sendo fruto da paixão de Helô (Cláudia Abreu), então casada com Tião, e Pedro (Reynaldo Gianecchini). Segundo a assessoria da TV Globo, a sequência vai ao ar a partir de 02 de janeiro de 2017.

Comentários

Sobre o autor

Nelson Sheep

Nelson Sheep

Editor-chefe no Superpride, youtuber, editor, produtor e diretor do canal Põe na Roda. Formado em Rádio e TV pela Universidade Anhembi Morumbi, trabalhou com jornalismo econômico por 6 anos e fugiu para o mundo dos blogs para estimular o pensamento dos outros. É um ouvinte de primeira.