Em entrevista ao Põe Na Roda, a cantora Luiza Possi, declarou que sentiu na pele o preconceito na época em que rolavam boatos na imprensa de que ela namorava a cantora Maria Gadú. O boato não interferiu na amizade delas, mas deixava Maria Gadú mal por ver como isso podia prejudicar Luiza. Confira na íntegra a resposta muito sincera da cantora na pergunta 16 do vídeo abaixo:

Segundo Luiza, por ser feminina e delicada, é como ela se não tivesse “licença” para ser lésbica. Um contratante respeita e contrata Maria Gadú, Zélia Dunca, Ana Carolina… Mas se você é “princesinha” ou “sapatilha”,  é como se as pessoas não acreditassem e nem te respeitassem. Se for linda, tem que ser princesa, padrão, hétero, bela e recatada.

Ainda sobre contratos perdidos na época e preconceito, Luiza revelou que já passou por situações como quando a filha do dono de uma festa disse para ela: “Queria ir no teu show, mas só tem gay!”, o que a deixou muito chocada. Além disso, teve uma marca de roupas que chegou a deixar de vestí-la só por ela ter “fama de lésbica”, e chegou a propor a ela: “Queremos te vestir, mas você tem fama de gay. Você não pode aparecer na mídia com um homem?”.

A revelação de Luiza prova como a homofobia afeta a todos, seja você gay, lésbica, trans, bissexual ou até mesmo, heterossexual.

Confira outras celebridades que já encararam as 24 Perguntas do Põe Na Roda, respondendo sem rodeios a perguntas sobre homofobia, preconceito e diversidade:

Aproveite e veja também:

 

 

Encontrou algum erro no post? Fale pra gente!