Aposto que você não tem o costume de ler os rótulos dos produtos de beleza que gostam de usar no dia a dia. Tem o shampoo, o desodorante, o protetor labial e aquele creme rejuvenescedor para passar na cara antes de dormir. Você sabe os ingredientes que estão presentes nesses cosméticos?

Acredite se quiser, mas tem produto que usa placenta de ovelha, esperma humano e por aí vai.  Veja alguns ingredientes um tanto quanto incomuns que estão presentes em alguns produtos de beleza.

Prepúcio de bebê

Prepúcio de bebê

Achou estranho? Calma que esse é só o primeiro componente da lista. No interior do prepúcio existem células ricas em fibroblastos dérmicos humanos (FDH), responsáveis por produzir colágeno. Por isso, empresas acreditam que o prepúcio é um ótimo componente para cremes anti-rugas. Algumas, como a Skinmedica e Vavelta declararam que usam essa parte do bebê – geralmente retirada em circuncisão – em produtos anti-envelhecimento.

Segundo a Skinmedica, em mais de 20 anos só usaram um prepúcio, pois um pedaço é capaz de produzir quatro hectares de pele nova. Já a Vavelta diz que injeções do pedaço de pele são ótimos substitutos para o botox. Pode ser comprado por US$ 100, no Amazon.

Algas mortas

algas mortas

Algas mortas são restos fossilizados de algas unicelulares. Também conhecidas como “Terras de Diatomáceas”, elas podem parecer bem nojentas, mas são usadas como esfoliante corporal e para a limpeza da pele. Forte aliada no combate da acne, é comum encontrar tratamentos faciais que levam o componente natural. O esfoliante facial Lavera Face – Exfoliant Mask é feito com algas e pode ser encontrado por € 3, no site inglês Pravera.

Secreção de caracol

caracol

Sabe aquele bichinho que solta uma gosma, também chamado de caracol? Pois é, ele pode estar ajudando a sua pele a ficar mais bonita e você nem sabe. Não entendeu? A gosma do animal estimula a formação de colágeno e elastano, sendo muito usada para hidratação da cútis e no tratamento de espinhas. Ele também é usado para remover cicatrizes, estrias e em cremes anti-envelhecimento. Um exemplo é o produto da Michael Todd Cosméticos “KNU Anti-Aging Tri Complex”, que pode ser comprado por US$ 45 no Amazon.

Cascas de insetos

batom vermelho

A casca do inseto parasita mexicano Cochonilhas, quando esmagada, gera um pigmento vermelho muito forte. O resultado desse processo gera o corante carmim, uma substância presente em muitos batons e tinturas de cabelos. Os insetos podem ser amarelos ou marrons e para conseguir retirar esse corante, os bichos são mergulhados em água fervente, depois secam e são esmagados.

Acredite: a pior parte não chegou ainda. Além de possivelmente ter usado algum produto de beleza com esse corante do besouro, você também pode ter o ingerido em alimentos. Isso porque, eles são muito utilizados pelas indústrias alimentícias, em geleias, biscoitos e outros. Fique atento, medicamentos e roupas podem receber o pigmento do inseto, normalmente vem especificado na composição dos produtos como “Corante natural carmim de Cochonilha”, C.I. 75470 ou E120.

Placenta de ovelha

placenta ovelha

A placenta liga o feto à parede do útero da mãe e sai junto com o bebê no momentos do nascimento. O órgão materno-fetal é rico em proteínas e hormônios e está sendo usado em produtos de beleza. Células tronco retiradas da placenta servem como componente para ajudar na estimulação do crescimento de tecidos, reduzir rugas, estimular a rigidez da pele e dar vitalidade aos fios capilares. Geralmente, as placentas utilizadas nos cosméticos são de ovelhas, mas também existem empresas que trabalham com o órgão humano. O site Ebay anuncia o produto por US$ 32.

Escamas de peixe

esmalte 2

Quem não gosta do brilho do esmalte quando acaba de fazer as unhas? Ou quando descobre aquele shampoo que deixa seu cabelo parecendo de propaganda? Agora, você está preparado para saber qual é componente responsável por dar esse glow? Ríméis, esmaltes e shampoos têm em sua composição uma substância chamada guanina. Ele é feito basicamente com escamas de peixe.

O material cristalino ou cintilante pode ser encontrado em produtos de capilares usados no banho (shampoos, condicionadores, cremes para hidratação), esmaltes e bases, perfumes, batons e em outros diversos produtos para a pele. Melhor ficar sem o brilho ou procurar outra alternativa que não use animais, né?

Veneno de abelha

veneno abelha

O mel não é a única coisa que as abelhas produzem e nós aproveitamos. O veneno de abelha é usado na fabricação de cosméticos faciais, pois o líquido possui propriedades hidratantes e atua muito bem no tratamento de rugas e marcas de expressão.

No veneno foram encontrados 18 componentes úteis para a pele humana e utilizadas pelas empresas de cosméticos.De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), o creme feito com veneno é uma espécie de novo botox, melhorando a textura e a firmeza da pele, com a diferença de que não bloqueia os movimentos. No site Body Aid a máscara facial pode ser encontrado por R$ 300.

Sêmen

esperma

O esperma humano tem uma substância que age como poderoso anti-oxidante. Conhecido como espermina, o componente ganhou fama após um artigo publicado na revista “New York Magazine”, falar que o esperma possui grande eficiência na redução de rugas e consegue tornar a pele mais lisa. Apesar de soar estranho e um pouco nojento, um spa americano oferece o tratamento com espermina que custa o equivalente a R$ 500. O creme é aplicado sobre a pele, depois uma luz infravermelha é colocada no rosto para ajudar o produto a penetrar a barreira lipídica. Tudo não dura mais que 10 minutos. Na Noruega, a empresa de cosméticos Bioforsking comercializa produtos que têm como base o esperma.

E não o esperma humano tem utilidade estética. O sêmen de touro também é usado por empresas de cosméticos. Por ter um alto teor de proteína, o líquido é usado em tratamentos capilares. O sêmen é misturado com uma planta chamada Katera e depois é aplicado por salões em cabelos secos ou danificados. Você toparia?

E por falar em idade…

Encontrou algum erro no post? Fale pra gente!