Põe na Roda

“Eu bateria palmas”, diz Rita Cadillac sobre ter um filho gay

Ela é um ícone da TV brasileira, que foi abençoada pelo imortal José Abelardo Barbosa, o apresentador Chacrinha, e ficou famosa pelo seu inconfundível rebolado.

Nascida no Rio de Janeiro em 13 de junho de 1954, Rita enfrentou muito preconceito, mas superou todas as críticas com força e humildade. Além de fazer sucesso na TV, ela também brilhou nas telona no longa-metragem Carandiru, do diretor Hector Babenco. Em 2010, sua carreira foi tema de um documentário do cineasta Toni Venturi, intitulado Rita Cadillac: A Lady do Povo, exibido em diversos cinemas do Brasil.

Adorada pela nossa comunidade, Cadillac foi convidada e respondeu as 24 perguntas do Põe na Roda. Sem fugir de nenhuma questão ela falou sobre sua carreira, desafetos com Gretchen e declarou seu amor ao público gay. Confira no vídeo abaixo!

Comentários

Sobre o autor

Nelson Sheep

Nelson Sheep

Editor-chefe no Superpride, youtuber, editor, produtor e diretor do canal Põe na Roda. Formado em Rádio e TV pela Universidade Anhembi Morumbi, trabalhou com jornalismo econômico por 6 anos e fugiu para o mundo dos blogs para estimular o pensamento dos outros. É um ouvinte de primeira.

Deixe um comentário