Se você é viciado em séries americanas que nem eu, também deve ficar mais perdido que o psicológo da Inês Brasil quando acaba uma temporada babadeira. A gente se sente sozinho, isolados do mundo até que algo novo e maravilhoso surja.

E se você ama um R&B, muito barraco e homens sarados, “Empire” é perfeita para você. A produção conta com um tema de apelo popular: a história de uma poderosa família da indústria fonográfica, que subiu na vida e construiu um império graças ao hip-hop.

Na audiência americana, grandes números: a estreia do programa conquistou mais de 9 milhões de telespectadores. Já o último episódio, exibido no início deste ano, atingiu 17 milhões de pessoas.

empire-season2-hed-2015

Sentiu a marimba monamu? E não acaba por ai não! Todas as músicas da série são exclusivas, inéditas e produzidas por nada mais nada menos que Timbaland. Se existisse venda de álbum de trilha sonora de seriados, este seria o primeiro que iria comprar porque todas as músicas te fazem ficar possuído pelo ritmo Ragatanga de tão boas que são.

Eu assisti a primeira temporada em 2 semanas pela HuluPlus aqui nos EUA, e a segunda estou acompanho semanalmente pela Fox, no Brasil passa no canal a cabo Fox Life. Eu já vi participações da maravilhosa Kelly Rowland, Mary J. Blige, Neyo, Pitbull e por ai vai.

Empire é estrelado pela atriz Taraji Penda Henson, que foi indicada ao Oscar de melhor atriz coadjuvante/secundaria pelo papel de Queenie no filme “O curioso caso de Benjamin Button”, e pelo ator e cantor Terrence Holand. A série foi escrita e dirigida por Lee Daniels, indicado ao Oscar por dirigir “Preciosa”.

empire-tv-review-fox

Ah! e na trama, Cookie e Lucios tem um filho gay Jamal, interpretado pelo ator, cantor e meu futuro marido (por que ele na vida real também é gay e a gente há de se trombar num Starbucks da vida) Jussie Smollett.

2741594f859a9dd0ba2f1d445863a2793d7da928ebcb1fadeb352f2a1e9b0cb9_large

Empire é de longe a minha série preferida no momento. Ela veio para quebrar preconceitos raciais, nos presentear com músicas ótimas e, claro, mostrar cultura para esse povo.

 

Encontrou algum erro no post? Fale pra gente!