A gente reclama sobre a homofobia enraizada na cultura brasileira, que precisa ser combatida com todas as forças, diga-se, mas existem cidadãos LGBTs que sofrem perseguição legalizada pelas entidades governamentais, como é o caso dos gays do Egito. Lá, o pânico está rondando quem arrisca viver sua sexualidade e chocando a comunidade internacional.

No último domingo (7), por exemplo, a polícia local invadiu uma sauna na capital do Cairo e prendeu 33 homens. Os caras ainda estavam pelados no momento da prisão. Agora, eles serão punidos por “prática de libertinagem”, já que estavam mantendo relações sexuais.

O mais bizarro de tudo é que a imprensa apoia tais prisões e o extermínio dos homossexuais. “Com fotos, nós revelamos o maior antro de perversão no coração do Cairo. O programa El Mostakbai vai mostrar na próxima quarta-feira toda a história dos antros que espalham aids no Egito”, afirmou a jornalista Mona Araqi em seu Facebook.

Mas não pense que só quem faz sexo vai pra cadeia. No mês passado, oito homens foram condenados a oito anos de prisão por participarem de uma cerimônia de casamento gay. Dá pra acreditar?

Olha a foto…

egito sauna gay post

Encontrou algum erro no post? Fale pra gente!