Se tem uma coisa que rende assunto aqui no Superpride é o mundo dos filme de sexo. Se você clicar aqui vai saber do que estamos falando.

Mas nesta concorrida indústria é preciso inovar, por isso, nós apresentamos o primeiro pornô filmado inteiramente por um avião não tripulado. Batizado de “Drone Boring”, o projeto é uma obra conceitual criada por uma dupla de cineastas de São Francisco, Estados Unidos.

“Nós queríamos explorar toda a ideia de perda da privacidade com os drones”, declarou Brandon LaGanke, um dos idealizadores. “Tudo começou como uma espécie de comentário engraçado sobre privacidade e voyeurismo, mas rapidamente se tornou uma base conceitual”, conta.

O filme apresenta casais heterossexuais e gays fazendo sexo em diferentes locais: na praia, na fazenda, na floresta, nas montanhas, entre outros lugares. “O plano era filmar belas paisagens”, revela LaGanke.

Mas nem todos os planos deram certo: uma das primeiras ideias, a de filmar casais em bairros tranquilos, com vizinhos fazendo churrasco no quintal, não deu certo. Nos subúrbios, diversos drones já foram derrubados por pessoas preocupadas com a privacidade.

Se isso vai ser um sucesso, não fazemos a menor ideia. Mas o fato é que, nos últimos anos, a indústria de filmes adultos está passando por uma gave crise financeira. A culpa é da internet e de sites que distribuem gratuitamente conteúdo erótico, como o nosso Xpride. O lucro obtido com a pornografia tem diminuído consideravelmente para essas produtoras e exigido novas formas de fazer negócios.

No ano passado, você viu aqui o primeiro filme pornô gravado pelas lentes do Google Glass, produzido pela MiKandi, que também desenvolveu um app pornô para o dispositivo. Na data de seu lançamento, no entanto, o aplicativo foi barrado pelo Google.

Abaixo, você vê cenas do pornô feito com um drone!

Encontrou algum erro no post? Fale pra gente!