Hot

Como convencer um hetero a transar com um gay

Esse é um tema que eu resolvi escrever aqui no blog depois de receber o relatório semanal do Google, onde ele enumera as palavras chaves que os internautas digitaram em seu sistema pra que ele então indicasse o Super Pride como sugestão ao que a pessoa procurava.

Dentre todas essas infinidades de palavras (que eu prometo publicar um dia, vocês ficariam chocados…) essa frase me chamou muito atenção por um simples motivo: este é um dos maiores desejos da grande maioria dos gays. 
Transar com heteros!

Podemos dar diversas explicações pra isso, desde a quantidade de homens (heteros) que estão a solta por aí mexendo com nossa sensível libido no dia-a-dia, passando pela questão da masculinidade a flor da pele – coisa que 9 em cada 10 gays procuram em um outro MACHO -, afinal você é MACHO também (pelo menos põe isso no Disponível, humm, me engana que eu gosto), chegando enfim naquela velha tática das bichas mais espertinhas em achar que o mundo é bissexual (eu também penso assim, mas vale um outro post).
 
Quem nunca andou pelas ruas com o GAYDAR ligado no máximo pensando, “esse ai não me engana não”, ou “esse é do tipo que não beija na boca, mas vai me deixar chupar o pau dele”? Confesse, você já fez isso, eu já fiz isso, todos fazem isso! É a nossa forma de relacionamento gay: arriscar, imaginar, induzir a dúvida alheia, pra gente chegar lá e CRÉU.

Isso não é errado, desde que não invada o espaço dos outros.Eu acredito sim na bissexualidade futura do planeta, mas temos que tomar muito cuidado na hora de tentar uma atitude mais ousada. É pro nosso próprio bem. E se o cara for hetero mesmo? É a condição sexual dele, assim como a nossa é dar e comer “cus” e ponto final.

Agora, aos que leram este post até aqui e não concordam em nada com o que eu disse, deixo minha sugestão: cuidado, mas faça tudo o que tiver vontade de fazer. E o mais importante, o que você achar que teve “permissão” pra fazer. Depois disso tenha em mente que você não está pegando um hetero e sim um bissexual enrustido que vive uma vida hetero, por diversos motivos, seja porque ele quer, seja por medo de se assumir, seja por estar apaixonado por uma mulher e isso bastar, seja por ele ser lerdo mesmo e ainda não ter caído a ficha de que ele PODE MAIS e etc. 

Posso dar alguns relatos pessoais de experiências bem sucedidas desse tipo de abordagem que eu já tive nesses meus 22 anos de vida (apesar da idade, já vivi muito mais do que muita gente).

Já fiz sexo com pessoas que se diziam heteros convictos, ou que estavam ali só porque “pegar mulher” estava difícil, ou porque a namorada insistiu em fazer a três #prontofalei.Todos eles têm o mesmo discurso, não pode beijar na boca e impõe um monte de limites.

Já que é pra abrir o diário eu vou falar: na grande maioria das vezes eles se deixaram entregar e beijaram a minha boca sim, não porque eu seja o fodão, longe de mim, mas porque se sentiram a vontade naquela situação.

Sei lá, eles tem uma coisa com beijo na boca, tipo, você pode enfiar o pau em qualquer buraco, porque até ai tudo bem, você é macho, tá invadindo um rabinho quente e apertadinho, mas se beijar na boca: PÔ, AI NÃO VELHO! 


Uma boa tática é a conversa. Fale pra ele coisas do tipo: Mulher não gosta de chupar; Mulher não dá o cu; Mulher tem nojo de pau; Mulher tem TPM; Mulher quer que você ligue no dia seguinte (como se a gente não quisesse); Mulher não entende porque depois do sexo, A GENTE vira e dorme; Mulher é complicada; Mulher é mulher!

Ai você tem que se “vender” como boa bicha marketeira que eu sei que você é. Eu sou lisinho, depilo tudo; (mulher para de depilar depois que casa, hehehe) Eu engulo tudo; Pode meter sem dó; Adoro chupar; Ninguém vai ficar sabendo; Fecha os olhos e imagina uma gostosa; Cu é tudo igual (mas o de mulher é péssimo, oi?); Cu é mais apertadinho que buceta; O mundo é bissexual, só você que não faz isso; Você não precisa tocar no meu pau, é só me comer de quatro.

Nossa, esquentou ai?
Aqui esquentou, hohoho…
Menino…vamos nos acalmar!

(respiração profuuuuuunda)
Como tudo na vida, transar com “heteros’ é uma aventura. Pode ser deliciosa e inesquecível ou vai deixar cicatrizes eternas. Seja cauteloso, mas faça o que tiver vontade, esse é o meu lema.

E lembre-se: não mexa com o boy da sua melhor amiga, se for pra pegar um cara que se diz hetero, tenha cuidado pra pegar um que tenha certo grau de distância de todos que convivem com você. E o mais impoooortante de tudo: não faça disso uma condenação pro cara. Fazer a linha “bicha chantagista”, “EU VOU CONTAR PRA TODO MUNDO”, é no mínimo sacanagem. Você não tem o direito de arrancar ninguém a força do armário, mas pode oferecer a FECHADURA pra ele colocar a chave.

Vrahhhh, entendeu?

Bicha esperta!


Sobre o autor

Nelson Sheep

Nelson Sheep

Paulistano, criador e editor-chefe do Superpride e Diretor do canal Põe na Roda no YouTube. Formado em Rádio e TV pela Universidade Anhembi Morumbi, trabalhou com jornalismo econômico por 6 anos e fugiu para o mundo dos blogs para estimular o pensamento dos outros. É um ouvinte de primeira.